Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Fátima é uma Mensagem de Esperança e Consolação, na linha do Apocalipse

Segunda-feira, 10.11.14

«Ao anjo da Igreja de Éfeso, escreve:

 

«Isto diz o que tem na mão direita as sete estrelas, o que caminha no meio dos sete candelabros de ouro:

 

‘Conheço as tuas obras, as tuas fadigas e a tua constância.

 

Sei também que não podes tolerar os malvados e que puseste à prova os que se dizem apóstolos - mas não o são - e os achaste mentirosos;

tens constância, sofreste por causa de mim e não perdeste a coragem.

 

No entanto, tenho uma coisa contra ti: abandonaste o teu primitivo amor.

Lembra-te, pois, donde caíste, arrepende-te e torna a proceder como ao princípio.

 

Se não procederes assim e não te arrependeres,

Eu virei ter contigo e retirarei o teu candelabro do seu lugar.

 Mas tens isto em teu favor: detestas as obras dos nicolaítas, como eu também as detesto.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas.

 

Ao que sair vencedor, dar-lhe-ei a comer da árvore da Vida que está no Paraíso de Deus.»(Cf. Ap.2,1-7).

 

Fat.JPGQuadro na Igreja Paroquial de Fátima.

Nossa Senhora, explica à Jacinta coma meditar o Rsário.

E fica ali ao seu lado.

 

Caros Paroquianos e Leitores do Caminhando,

Feliz Outono, no regresso ao trabalho, aulas ou Catequese. Feliz quadra do Rosário, com a maternal intercessão de Nossa Senhora do Rosário. Em sintonia com a Irmã Natureza, fazemos Festa em Ação de Graças pelos dons da Criação, avivamos a nossa Fé, Esperança e Caridade, na memória de santa Maria, Senhora do Rosário e dos nossos Patronos S. Cosme e Damião.

 

Continuamos a escutar o que o Senhor diz hoje ao nosso mundo, a partir do último livro da Bíblia: Revelação ou Apocalipse. Esta é a primeira das sete Cartas simbolicamente dirigidas às sete Igrejas da Ásia Menor. «  Quem tem ouvidos, oiça o que o Espírito diz às Igrejas  » (Ap 2, 7). Ao iniciarmos uma nova etapa pastoral, ao retomarmos com afinco a angariação de fundos para a conclusão do nosso Centro Pastoral Paroquial, somos animados, interpelados pelo Senhor Jesus Ressuscitado, como pelo Magistério da Igreja: o Papa, o nosso Bispo e o Sínodo dos Bispos sobre a Palavra de Deus na Vida e Missão da Igreja. Rumo a uma Nova evangelização, a começar pela velha Europa tão decaída. Para que deixemos esta silenciosa apostasia em que vamos mergulhando e retomemos o primitivo Amor e aceitação de Jesus Cristo e o seu Evangelho. O Evangelho da esperança. O livro do Apocalipse, «revelação profética» desvenda à comunidade crente o sentido oculto e profundo das coisas que acontecem (cf. Ap 1, 1). O Apocalipse apresenta-nos uma palavra dirigida às comunidades cristãs, para ajudá-las a interpretar e viver a sua inserção na história, com os seus problemas e tribulações, à luz da vitória definitiva do Cordeiro imolado e ressuscitado.

Ao mesmo tempo, encontramo-nos com uma palavra que nos obriga a viver deixando de lado a tentação frequente de construir a cidade dos homens, prescindindo de Deus ou contra Ele. E quando construímos uma civilização que ostensivamente quer prescindir de Deus, é a própria convivência humana que acaba por entrar em autofagia. E mais cedo ou mais tarde, sofre irremediável derrota.

O Apocalipse contém um encorajamento dirigido a todos os crentes: para além de qualquer aparência e apesar de os efeitos não serem ainda visíveis, a vitória de Cristo já se deu e é definitiva. Daí o conselho a olhar as vicissitudes humanas fundamentalmente com uma atitude de confiança, que nasce da fé no Ressuscitado, presente e activo na história.

A nossa Comunidade Paroquial vai entrar no segundo Quinquénio após a Graça que foi a Missão Bíblica. Agora havemos de impregnar todo o tecido da Paróquia da frescura primitiva do amor a Jesus Ressuscitado. Numa Animação Bíblica de toda a Pastoral. “Quem tem ouvidos, ouça”.

Na nossa Diocese iremos dedicar particular incidência à Família e Juventude. No próximo 29 de Janeiro vamos ter a Visita Pastoral do nosso Pastor da Igreja do Porto: senhor D. Manuel Clemente. Com a Palavra de Deus na Família e Juventude. Por isso vamos retomar o primitivo amor a Jesus Cristo, à sua Palavra, de vida e esperança. Sacudir o torpor, aquela secreta rejeição prática de Jesus, da sua Palavra, da obediência ao Magistério da Igreja.

Temos muitos sinais do amor e da ação do Senhor Ressuscitado na nossa vida, na nossa Comunidade, neste caminho do Centro Pastoral Paroquial, na vida quotidiana da Paróquia de São Cosme e Damião. A todos saúdo com alegria e grande amizade. Feliz Outubro missionário, bom Ano Pastoral a todos os dedicados Servidores da Comunidade. O Caminhando, convida-os a escrever-nos, partilhando a vida. Boas Festas de São Cosme e Damião e Nossa Senhora do Rosário. O Pároco P. Alípio Barbosa

 

Foi o Editorial do Caminhando – Jornal Paroquial de Gondomar/S. Cosme: Outubro 2011

 

A Mensagem de Fátima, está impregnada deste espírito de opção total por Cristo, coragem para enfrentar o mal, Jesus o Vencedor sempre oculto.

A Mensagem de Fátima, tal como o Apocalipse, denuncia mas também conforta, anima e mostra o veredicto final: Cristo venceu. Os que são d’Ele, estarão com Ele na Vitória.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por P. Alípio Barbosa às 02:33





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30